José Manuel Silva opõe-se à instalação da Mercadona no Atrium Solum

Fotomontagem DB

O presidente da Câmara de Coimbra, José Manuel Silva, expressou ontem o seu desagrado quanto à instalação de uma unidade da Mercadona no espaço do Atrium Solum.
O tema surgiu a propósito de moradores da zona manifestarem a sua rejeição de uma unidade de média dimensão naquele pequeno centro comercial, representados por Hélder Rodrigues no período de intervenção do público.
“Quem conhece o Atrium Solum e já usufruiu daquele espaço magnífico e de convívio social acho que não vê com bons olhos que aquele espaço seja ocupado por uma superfície comercial de média dimensão que pode ser construída noutro local”, disse o autarca conimbricense à margem da reunião de Câmara.
Os argumentos de rejeição do projeto, apresentados por Hélder Rodrigues, prendem-se com a alteração ao ambiente da zona, por o Atrium Solum ser um espaço de convívio. Por outro lado, alegam que o edifício não está preparado arquitetonicamente para tal estrutura e que as obras necessárias põem em causa a estabilidade do edifício (com habitações na zona superior). Criticam também a perda de postos de trabalho das lojas que já se encontravam no centro.

 

Notícia completa na edição impressa e digital do DIÁRIO AS BEIRAS de 21/12/2021

One Comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.