Hotelaria da Figueira da Foz expectante em relação à passagem de ano

Posted by

Arquivo- J.A.

As incertezas geradas pela evolução da pandemia estão a deixar para a última hora as reservas na hotelaria para a noite de passagem de ano. Na Figueira da Foz, um dos principais destinos turísticos de Portugal, as unidades hoteleiras, à semelhança das suas congéneres do país, também estão expectantes.

Segundo o vice-presidente da Associação Comercial e Industrial da Figueira da Foz (ACIFF) para o turismo, Jorge Simões, adiantou ao DIÁRIO AS BEIRAS, ontem, a taxa de reservas média nas unidades hoteleiras da cidade rondava os 30 por cento. Este número está “muito longe daquele que, antes da pandemia, existia nesta altura, com as reservas a rondarem os 100 por cento”, disse ainda.

“Na melhor das hipóteses, este ano, chegaremos aos 70 por cento”, anteviu Jorge Simões. “Estamos a viver tempos atípicos”, acrescentou. A atipicidade a que o vice-presidente da ACIFF se referiu é a conjuntura pandémica, que está na origem do cancelamento de “algumas reservas” e da hesitação de se reservar mesa e quarto para a noite da passagem de ano.

Leia a notícia completa na edição de hoje do Diário As Beiras

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.