Troca de acusações entre a atual e antiga vereação sobre a Feira da Castanha e do Mel

Posted by

“Foto: DR”

A não realização da edição 2021 da Feira da Castanha e do Mel de Penacova foi motivo de troca de acusações entre o atual e o anterior executivo camarário.

Na sequência de críticas do antigo vice-presidente, João Azadinho (PS), feitas através das redes sociais, o atual presidente da autarquia, Álvaro Coimbra (PSD) utilizou ontem o mesmo meio para explicar que “o novo executivo começou a trabalhar a 18 de outubro e em tempo útil não foi possível organizar o evento, com a dignidade que merece”.

Recordando que o ex-vice-presidente da câmara tinha admitido, nas redes sociais, que “não tínhamos deixado nenhum procedimento pronto”, Álvaro Coimbra tornou público que as duas últimas edições da feira (uma delas digital) custaram ao município cerca de 140 mil euros, “verba significativa para uma autarquia que não vive de forma desafogada, como alguns pretendem insinuar”.

O atual presidente constata que, “em ano de autárquicas, o anterior executivo aumentou a despesa e não foi criterioso nas opções, deixando para trás, por exemplo, milhares de euros, não pagos, aos clubes e associações”.

Para o responsável máximo do município, esta situação “vai obrigar o novo executivo a um esforço financeiro extra para regularizar os compromissos assumidos”.

Pode ler a notícia completa na edição impressa e digital do DIÁRIO AS BEIRAS de 22/11/2021

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.