Multas a madeireiros por cortes rasos de árvores na serra

Posted by

“Foto: DR”

O desbaste contínuo de árvores na Serra da Lousã levou a que duas associações da sociedade civil tivessem lançado um grito de alerta “em defesa da floresta”.

Referem que está em curso uma “gestão danosa do património florestal e paisagístico da Zona Especial de Conservação da Serra da Lousã”.

Dinis Cascão, presidente da Associação de Recuperação do Talasnal, denuncia que a “situação está muito séria” porque estão a ocorrer “cortes rasos” das árvores, especialmente pinheiros.

O residente local acrescenta que agora ocorreu “mais um corte raso, junto à aldeia, bem enquadrado em plena reserva da Rede Natura 2000”. Estará a acontecer há três semanas, noite e dia, referem testemunhos. Há cerca de um ano aconteceu uma situação semelhante.

Entretanto, a Organização Não-Governamental (ONG) de Ambiente “Mil Voz”, com sede em Coimbra, denuncia que “estão em curso cortes maciços de floresta em dezenas de hectares do Sítio da Rede Natura 2000”.

| Leia a notícia completa na edição de hoje do DIÁRIO AS BEIRAS

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.