Ministra da Agricultura prometeu mais apoios locais na Feira de Outono

Posted by

“Foto: DR”

O último fim de semana ficou marcado na Lousã pela realização do Mercado de Outono, onde cerca de quatro dezenas de produtores e vendedores de alimentos endógenos estiveram presentes.

Destacou-se a castanha e o mel, em grande parte certificado como DOP (Denominação de Origem Protegida) Serra da Lousã.
A iniciativa decorreu no Mercado Municipal, com o objetivo de reforçar a imagem de excelência dos produtos presentes e uma alavanca para a realização de negócios. Além disso foi possível comprar fruta e legumes frescos da época, mas também doçaria, queijo, enchidos e licores.

A presença da ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, conferiu especial dimensão ao evento, alertando para que, durante mais 15 dias, até 6 de dezembro, está em consulta pública online – através do Gabinete de Planeamento do Ministério da Agricultura – o Plano Estratégico da Política Agrícola Comum (PEPAC). Assim que estiver concluído será enviado para aprovação, contemplando um reforço de apoios à pequena e média atividade agrícola. A governante disse que o Governo está empenhado em fazer aumentar de 2,6 milhões para 4,4 milhões de euros o apoio aos apicultores, entre 2023 e 2027. Uma decisão que resulta dos prejuízos que a vespa velutina e das alterações climáticas têm causado.

Maria do Céu Antunes adiantou que os fundos comunitários deverão contemplar um aumento de 31% para os territórios mais vulneráveis, nomeadamente os que foram afetados pelos fogos florestais.

Pode ler a notícia completa na edição impressa e digital do DIÁRIO AS BEIRAS de 22/11/2021

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.