Escola de Tecnologia da Saúde de Coimbra lança linha de apoio para estudantes

Posted by

Edifício da Escola Superior de Tecnologias da Saúde de Coimbra. FOTO DR

A Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Instituto Politécnico de Coimbra (ESTeSC-IPC) lançou a Linha de Apoio Inter-pares (LAIp), um programa de apoio telefónico que visa ajudar os estudantes a lidarem com problemas psicológicos ou emocionais.

A Linha de Apoio Inter-pares (LAIp) é composta por alunos voluntários com formação e disponibilidade que vão atender o telefone para “ouvir, acompanhar e encaminhar os colegas para outras estruturas de apoio, quando necessário”, referiu a ESTeSC-IPC, numa nota de imprensa enviada à agência Lusa.

Numa primeira fase, a linha telefónica vai estar disponível a partir de dia 23 e funcionará quatros dias por semana – terça-feira, quarta, quinta e domingo, entre as 21:00 e as 23:00.

Os dois números de telefone associados a esta linha são 239 802 431 e 965 912 209.

Os alunos voluntários que vão integrar o projeto receberam formação de modo a ajudar os colegas “em casos de dificuldades de adaptação à vida académica, questões emocionais e psicossociais, bem como para identificar a necessidade de encaminhar os problemas para outros organismos”, como, por exemplo, organismos da escola, do Politécnico de Coimbra ou do concelho, quando for necessário.

Nove estudantes já concluíram a formação para começar o projeto, mas o objetivo é o de que o núcleo de voluntários cresça, salvaguardando o anonimato dos participantes.

“O anonimato, de ambos os lados, é essencial para se sentir que é possível conversar sem risco de devassa ou qualquer tipo de constrangimento”, disse, citada na nota de imprensa, a coordenadora da LAIp, Fátima Feliciano.

“Este é mais um programa inovador, que nos dá mais uma ferramenta para estarmos atentos às situações que possam surgir, para que a escola possa antecipar cenários que possam levar, por exemplo, a situações extremas de desistência do ensino superior”, referiu o presidente da ESTeSC-IPC, João José Joaquim.

“À escola compete criar essas condições, estamos muito comprometidos com o sucesso desta linha”, sublinhou.

Segundo a nota da ESTeSC-IPC, o projeto é uma iniciativa do Programa Educação pelos Pares da ESTeSC-IPC e nasceu durante a pandemia covi-19, no âmbito do plano de recuperação académica e resiliência emocional da escola.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.