Coimbra: Condenado a 15 anos de prisão por abuso sexual de crianças agravados

Arquivo

Tribunal de Coimbra Um homem de 47 anos foi ontem condenado a 15 anos de prisão, por 422 crimes de abuso sexual de crianças agravados (um dos quais resultou na gravidez da menor), um crime de coação agravada e um crime de interceção ilegítima.
Ontem, na leitura da sentença, o juiz revelou que o tribunal “deu como provados os factos da acusação, apesar de algumas exceções”. “O tribunal não tem dúvidas nenhumas que o senhor cometeu estes crimes, que são gravíssimos”, acrescentou.
Para além da pena de prisão, o tribunal decretou ainda o pagamento de uma indemnização de 50 mil euros à vítima, por considerar que a “conduta do arguido vai afetar a sua (da vítima) vida. Está a crescer com um passado destes”, acrescentou o juiz.
Como pena acessória, o tribunal decretou ainda a expulsão, ficando o homem impedido de entrar no território nacional por um período de cinco anos. “Esta situação é tão grave, que é merecedora desta decisão”, concluiu o juiz.

Pode ler a notícia na edição impressa e digital do DIÁRIO AS BEIRAS

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.