Coimbra: A ponte (da Trémoa) é uma miragem

FOTO DB/ANA FERREIRA

Há 15 dias que a população de Trémoa, uma aldeia na fronteira entre Coimbra e Miranda do Corvo, ficou impedida de aceder à outra margem. No último fim de semana de outubro, as chuvas fortes fizeram ruir um pontão provisório instalado junto à ponte que começou a ser alvo de obras de requalificação no último verão.
Desde que o caminho alternativo “desabou”, a população está impedida de aceder à outra margem, designadamente, aos transportes públicos.
“Temos que fazer sete ou oito quilómetros para apanhar o autocarro”, diz Darlindo Paiva, que tem uma vista privilegiada sobre a aldeia e das obras que decorrem na ponte.

Notícia completa nas edições impressa e digital do DIÁRIO AS BEIRAS

 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.