Café Charrua recebeu “Agrários” de pijama

“DB-Pedro Ramos”

São 21H30 e o desfile ainda não começou. Mas no Café Charrua, em S. Martinho do Bispo, alguns estudantes já aguardam que o ritual se cumpra. Será ali que, depois de sair da Escola Agrária, o cortejo de pijamas com trator à frente, fará a sua primeira paragem.

A tradição, que se repetiu na noite de quarta-feira, é antiga, mas isso não faz esmorecer o entusiasmo de António José Correia, proprietário do estabelecimento.

O café, aberto desde bem antes do 25 de Abril, ganhou o nome de “Charrua” justamente por batismo dos rapazes que, então, estudavam para regentes agrícolas.

Em 1980, a gerência do café passou a ser assumida pela família Correia. O filho, António José, recém-chegado de Mata de Lobos, no raiano concelho de Figueira de Castelo Rodrigo, veio a casar com Alzira, filha de um contínuo da Escola Agrária. E não tardou que o casal – Tozé e Zirita, como são carinhosamente tratados – se tornasse uma espécie de pais adotivos dos estudantes.

Pode ler a notícia completa na edição impressa e digital do DIÁRIO AS BEIRAS de 19/11/2021

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.