António Ferreira roda em Coimbra longa metragem que destaca as desigualdades sociais

Posted by

O realizador António Ferreira está a rodar em Coimbra, até dezembro, a sua próxima longa-metragem, “A Bela América”, um filme que, a partir de uma “história de amor improvável”, aborda a “ilusão da meritocracia” e as desigualdades sociais.
Na encosta junto à Couraça dos Apóstolos, na Alta de Coimbra, ouvem-se gritos de manifestantes: “Fascistas!”, “As casas não são lucro!”.
Figurantes seguram cartazes, onde se lê “Basta de despejos” e “Os turistas não votam”, enquanto passa América, uma das personagens centrais do filme (interpretada por São José Correia), candidata a presidente e que tenta seguir indiferente aos gritos dos manifestantes, que abafam as palavras de ordem da máquina de campanha.
“O pessoal está com raiva”, nota o realizador António Ferreira a rever as imagens captadas. Mais tarde, terá dificuldade em calar os gritos entre apoiantes de América e manifestantes, já depois de dizer “Corta!”, como se o momento tivesse ganhado vida própria.

| Leia a notícia completa na edição de hoje do DIÁRIO AS BEIRAS

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.