Opinião – Twitter à direita

Posted by

O Twitter acaba de publicar um estudo próprio que analisa a amplificação algorítmica do conteúdo político na plataforma e concluiu que o Twitter se transformou num megafone para a direita política. Numa responsável iniciativa de autoinspeção e estudo de impacto do machine learning nas conversas e sentimento digital, a investigação do Twitter mostra que os algoritmos da plataforma amplificam os tweets dos políticos de direita e os conteúdos noticiosos de direita mais do que os políticos e os conteúdos da esquerda política. Da análise de milhões de tweets desde Abril a Agosto de 2020, a partir de contas operadas por políticos eleitos em sete países (Canada, França, Alemanha, Japão, Espanha, EUA e Reino Unido), Rumman Chowdhury, responsável pelo departamento de machine learning do Twitter, chamou-lhe “o quê, não o porquê” prometendo mais investigação sobre esta tendência algorítmica à direita cuja razão afirmou ainda desconhecer-se. O que se torna interessante agora é a corrida à transparência dos responsáveis de plataformas sociais, numa semana em que a credibilidade da “Nação digital” de Zuckerberg voltou a ser fortemente abalada pelos “Facebook files” através do Wall Street Journal que aponta exatamente para a falta de igualdade algorítmica, numa espécie de “lista vip” de criadores de conteúdos políticos e não políticos – um sistema chamado de XCheck. O ponto central desta investigação jornalística, cujas informações são provenientes de relatórios internos do Facebook, é dura e seca: de múltiplas formas, o Facebook tinha conhecimento do potencial de dano que as suas plataformas poderiam causar e ao contrário do Twitter não partilhou antes de ser descoberto, ainda que não conclusivo sobre as causas e soluções.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.