Luís Antunes definiu prioridades incluindo dignificar a política na Lousã

Posted by

“Foto: Ana Ferreira”

Os objetivos prioritários dos próximos quatro anos de mandato da Cãmara Municipal da Lousã foram ontem sintetizados no discurso da tomada de posse do residente reeleito, Luís Antunes. De acordo como o autarca, há 13 medidas a concretizar, a começar pela exigência de melhoria dos cuidados de saúde e trabalhar com as entidades responsáveis (USF Trevim Sol, novos serviços, 2.º edifício); participar no projeto de mobilidade do Mondego com o objetivo da entrada em funcionamento – dentro dos prazos estabelecidos – do Metro Bus; exigir a criação da alternativa à Estrada da Beira, e ligação ao IP3 (variante Foz de Arouce/Casal de Ermio/Serpins); concretização da obra de modernização da Escola Secundária, dar a resposta à descentralização de competências (educação, intervenção social e saúde); melhores condições para a iniciativa empresarial e o investimento; preservar a floresta (Escola da Floresta) e linhas de Água (sustentabilidade ambiental, social e económica), construir o Centro Municipal de Proteção Civil; concretizar os investimentos no âmbito da APIN na área das águas e saneamento; valorizar o espaço público e a habitação, bem como concluir e colocar em funcionamento o Cine Teatro. A concluir, o turismo e a marca Lousã.

Leia a notícia completa na edição de hoje do DIÁRIO AS BEIRAS

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.