“Ciclo de investimento em Portugal é um inferno” mas o IC6 vai fazer-se

Posted by

“DB-Pedro Ramos”

“O ciclo de investimento público em Portugal é um inferno”, disse ontem o ministro das Infraestruturas e Habitação, Pedro Nuno Santos na sessão solene do Dia do Município de Oliveira do Hospital.

O governante criticava os “processos morosos” que envolvem o lançamento de empreitadas, justificando assim o facto do processo de avaliação de impacte ambiental do prolongamento do IC6 já ter caducado.

Mesmo assim, Pedro Nuno Santos garantiu que a obra se vai realizar dentro de um prazo limite correspondente ao mandato autárquico que agora vai começar, sob liderança de Francisco Rolo.

Antes, também o presidente da autarquia que agora cessa funções, José Carlos Alexandrino, havia dito, no seu discurso de ocasião, que está já a decorrer a audiência prévia para “avaliação do projeto de execução”. Para o edil, “houve sempre pouca vontade política dos governos do PSD e do PS para fazer avançar o IC6”, mas agora acredita que é de vez. Todavia, reconhece que os munícipes estão céticos quanto à anunciada empreitada, entre o nó de ligação a Tábua e o nó da Folhadosa (concelho de Seia) atravessando o concelho de Oliveira do Hospital.

Pedro Nuno Santos reconheceu que “Oliveira do Hospital está escaldada sobre este processo”, mas acrescentou que “no dia em que se inaugurar o IC6, o que vamos fazer é justiça a este povo”.

Versão completa na edição impressa e digital do DIÁRIO AS BEIRAS

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.