Refugiado sírio concluiu mestrado no ISCAC

Posted by

FOTO DR

Um estudo sobre a venda de hambúrgueres de uma marca portuguesa no Dubai garantiu ao sírio Majed Razouk o primeiro título de mestre atribuído pela Coimbra Business School (CBS) – ISCAC a um estudante com estatuto de refugiado.
Razouk vive em Portugal desde 2018 e defendeu o estudo que elaborou sobre o processo de internacionalização da H3 no Dubai. Resultado: 17 valores no final do mestrado “Marketing e Negócios Internacionais” da CBS, que frequentou através da Plataforma Global para os Estudantes Sírios, criada pelo antigo presidente Jorge Sampaio.

“É muito gratificante para a nossa escola fazer parte do sucesso do Majed. (…) É a melhor homenagem que podemos prestar a Jorge Sampaio, dias depois do seu falecimento”, afirma o presidente da CBS. Para Pedro Costa, ter Majed Razouk como aluno é “uma grande satisfação”, sendo o mestrado concluído “uma homenagem à visão profundamente humanista da sociedade” de Sampaio e ao empenho dedicado por este “no acolhimento dos refugiados”.

O sírio apresentou uma dissertação sobre a possibilidade de alargamento da marca H3 a outros territórios. Focando-se no mercado do Dubai, Majed analisou a viabilidade de penetração da marca portuguesa naquele emirado.

“Apaixonei-me pela história, pelo projeto e pela comida do H3, tendo-a ligado ao local globalizado e muito competitivo que é hoje o Dubai”, afirma Majed Razouk. Recorrendo à estatística e outros métodos científicos, o novo mestre analisou a concorrência de marcas do setor e concluiu quais as melhores zonas para a H3 expandir o negócio na cidade do Dubai.

“Conseguiu fazer um estudo adaptado à sua cultura de raiz, interligando realidades sírias”, sublinha o orientador, Victor Santos. O docente destaca ainda o exemplo “de perseverança, de trabalho e de vontade” do estudante sírio, que ultrapassou as dificuldades iniciais da língua e definiu todos os parâmetros do trabalho, recorrendo a contactos que tem no Dubai.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.