Across é o nome do Suzuki híbrido de quatro rodas motrizes que surpreende

Posted by

Os tempos estão em permanente mudança e então no mundo automóvel nem se fala.
Antigamente conduzir um veículo de quatro rodas motrizes correspondia a ter nas mãos um carro bruto, cheio de força, mas ruidoso e pouco elegante. Agora existe o Suzuki Across, que coloca no chão 306 cv de potência combinada entre os motores elétricos e o de combustão a gasolina (2.5 lts), sendo que 182 cv+54 cv são elétricos, distribuídos por fontes de energia à frente e atrás.
É um 4WD, mas plug-in hybrid ou, se preferirem PHEV, em que os primeiros 75 quilómetros de condução são totalmente elétricos, desde que sejam percorridos a uma velocidade máxima de 135 quilómetros. Depois é sempre possível contar com o modo de carregamento em andamento, que permite recuperar boa parte da autonomia elétrica recorrendo ao motor a combustão, mas sem prejudicar os consumos médios, que não ultrapassam os cinco lts/100 km.O investimento inicial de compra pode ser um pouco superior à média, mas a eficiência e utilização prática deste automóvel compensa a curto/médio prazo.
Esta eficiência acontece até ao nível do menor desgaste dos travões porque, mesmo sendo dotado de uma caixa de velocidades sequencial (CVT), a condução deste veículo convida à utilização das patilhas ao volante, bastando uma rápida habituação a um novo conceito de condução, em que as reduções funcionam como sistema (muito prático) de travagem com o motor, bem mais eficiente do que as redução nas caixas de velocidade tradicionais.
Depois, o que se destaca no comportamento do Suzuki Across – de acordo com o test-drive rea-lizado pelo DIÁRIO AS BEIRAS em parceria com o concessionário Ferreira Morais & Morais – é a capacidade de aceleração, dos zero aos 100km/h em seis segundos, mantendo uma serenidade e silêncio que chegam a impressionar.

Toda a informação na edição impressa e digital de hoje, 21 de setembro, do DIÁRIO AS BEIRAS

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.