“A saúde também resulta da qualidade das construções”

“Foto: DB-Ana Ferreira”

Adalberto Campos Fernandes, ex-ministro da Saúde, considerou ontem ser “eticamente intolerável” que, numa sociedade moderna e num país que integra a União Europeia, “morra tanta gente no inverno e no verão, apenas e só porque não temos um modelo de construção eficiente”.

Ao intervir na conferência “Construindo cidades saudáveis e sustentáveis”, no auditório do ITECONS (Instituto de Investigação e Desenvolvimento Tecnológico para a Construção, Energia, Ambiente e Sustentabilidade), no Pólo II da Universidade de Coimbra, o atual professor convidado na Escola Nacional de Saúde Pública afirmou, atualmente, as cidades saudáveis estão muito para além de resolverem um problema em Portugal, que é “o excesso de mortalidade no verão e no inverno”.

Logo após a sessão de abertura, Adalberto Campos Fernandes pronunciou-se sobre a covid-19 e as políticas da saúde em Portugal. Em cima da mesa estavam temas como, construções saudáveis, desenvolvimento sustentável e desigualdades na saúde.

Versão completa na edição impressa e digital do DIÁRIO AS BEIRAS

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.