Associação setorial reitera que há falta de mão de obra qualificada na restauração da Figueira da Foz

Posted by

foto pedro agostinho cruz

O presidente da Associação Figueira com Sabor a Mar, Mário Esteves, estrutura patronal do setor da restauração, vem alertando para a falta de mão de obra qualificada no concelho. Nem o desemprego e o encerramento de estabelecimentos provocados pela pandemia resolveram o problema.

Mário Esteves aponta como causas da falta de mão de obra qualificada o encerramento de estabelecimentos e a migração de profissionais para outros setores de atividade.

Os sindicatos, por seu lado, têm sustentado que na origem estão questões salariais e condições laborais. Entretanto, a Escola Profissional da Figueira da Foz (EPFF) continua a formar jovens nos cursos de cozinha/pastelaria e restaurante/bar, mas muitos deles optam pelo ensino superior ou por outras regiões.

Versão completa na edição impressa e digital do DIÁRIO AS BEIRAS

One Comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.