Via Central do Metrobus em Coimbra concluída dentro de 15 meses

Há um ano, a Infraestruturas de Portugal previa que, em 2023, o Metrobus estivesse integralmente operacional. Mas no sábado, João Marrana, presidente da sociedade Metro Mondego (MM) apresentou um novo calendário para a conclusão das obras. O que está agora previsto é colocar, numa primeira fase (durante o último trimestre de 2023) o sistema em operação até ao Largo da Portagem, e todo o sistema operacional durante o ano 2024, “de forma progressiva”.
No final da visita à empreitada de abertura da Via Central, o responsável garantiu, contudo, que a MM “tudo fará para que não haja mais nenhum deslize”.
“Posso dizer que houve uma derrapagem de prazos relativamente aos que foram inicialmente anunciados. Em todo o caso, acho que agora temos mais confiança para avançar com estas datas. Esperamos, no final de 2023, poder colocar o sistema em operação. Estamos convencidos que estas datas são realistas e estamos a fazer tudo o que está ao nosso alcance para as cumprir”, assegurou.
Durante a visita de sábado à intervenção em curso na Baixa histórica de Coimbra, Eduardo Barata, do conselho de administração do MM, frisou a importância da abertura da Via Central, obra essencial para a criação da linha de Metrobus de ligação à Alta da cidade e aos hospitais, designadamente da Universidade e Hospital Pediátrico.

 

Toda a informação na edição impressa e digital de hoje, 12 de julho, do DIÁRIO AS BEIRAS

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.