Venerar a Rainha Santa sem procissão mas com o andor ornamentado com flores

Posted by

DR

A imagem da Rainha Santa Isabel vai poder ser venerada a partir de hoje à tarde e até ao próximo sábado, dia 10, no interior da Igreja da Rainha Santa Isabel, em Santa Clara. Durante estes seis dias em que estará no interior da igreja em Santa Clara, a imagem descerá do altar e será colocada no andor e ornamentada com flores, “tal como se fosse sair da Igreja em procissão”.
Uma vez que devido à pandemia de covid-19 não se pode realizar a procissão, a Confraria da Rainha Santa Isabel decidiu, este ano, permitir aos fiéis “uma devoção mais próxima” da padroeira da cidade, tal como acontece de dois em dois anos por ocasião das Festas da Cidade. Nesses anos, a imagem da Rainha Santa Isabel desce do Mosteiro de Santa Clara-a-Nova até à Baixa da cidade (Igreja de Santa Cruz) para aí ser venerada pelos milhares de fiéis que durante quatro dias acorrem à cidade.
Este é o segundo ano, recorde-se, que a tradicional procissão, que traz largos milhares de fiéis a Coimbra, não se irá realizar, devido à pandemia.
Na quinta-feira à noite, 8 de julho, que seria a data da realização da procissão noturna a penitência, terá lugar um concerto polifónico pelo Coro de Santo Agostinho, sob a direção de Bruno Costa.
Também no sábado, dia 10 de julho, realiza-se um concerto de canto gregoriano pelo coro masculino Capela Gregoriana Psalterium, e pelo coro feminino Vox Aetherea, sob a direção de Alberto Medina de Seiça.

Pode ler a notícia completa na edição impressa e digital do DIÁRIO AS BEIRAS

 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.