Valor limiar de poluição atmosférica por ozono ultrapassado hoje no Baixo Mondego

Posted by

O valor limiar de poluição atmosférica por ozono foi ultrapassado na tarde de hoje na zona do Baixo Mondego, em Montemor-o-Velho, informou a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC).

Em nota , a CCDRC afirma que na estação de medição de Montemor-o-Velho, entre as 12H00 e as 15H00 de hoje, foram registados valores acima do limiar de alerta à população, que é de 180µg/m3 (microgramas de ozono por metro cúbico de ar).

Segundo o comunicado, a concentração média horária daquele poluente entre as 12H00 e as 13H00 foi de 180µg/m3, e nos períodos entre as 13H00 e as 14H00 e das 14h00 às 15H00 o valor de ozono foi de 198 µg/m³.

A CCDRC avisa que os valores de concentração registados “podem provocar danos na saúde humana, especialmente nos grupos mais sensíveis da população”, como crianças, idosos, pessoas asmáticas ou alérgicas e indivíduos com outras doenças respiratórias ou cardíacas.

“A exposição a este poluente afeta, essencialmente, as mucosas oculares e respiratórias podendo o seu efeito manifestar-se através de sintomas como tosse, dores de cabeça, dores no peito, falta de ar e irritações oculares”, acrescenta o comunicado.

Na nota, a CCDRC apela à população da zona afetada que reduza “ao mínimo a atividade física intensa no exterior (sobretudo ao ar livre)” e evite outros fatores de risco “tais como fumar ou utilizar/contactar com produtos irritantes contendo solventes na sua composição”, por exemplo gasolina, tintas e vernizes.

O comunicado apela ainda a que as pessoas “respeitem rigorosamente tratamentos médicos em curso” e recorram a cuidados médicos, “em caso de agravamento de eventuais sintomas”.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.