“Fiquem em casa”, apela embaixador de Portugal aos conterrâneos que vivem na África do Sul

Posted by

O embaixador de Portugal na África do Sul, Manuel Carvalho, instou hoje, terça-feira, os cerca de 450 mil portugueses no país a “ficarem em casa”, garantindo que as autoridades portuguesas estão “alerta” devido à violência em várias regiões sul-africanas.

“A comunidade deve seguir estritamente as recomendações das autoridades e agir com a maior precaução possível: se não precisar de sair, não saia de casa; e talvez sejam dias para não abrir as lojas ou outros estabelecimentos”, referiu Manuel Carvalho.

O diplomata português considerou que os distúrbios violentos que fustigam pelo sexto dia consecutivo a África do Sul “enquanto duram, são momentos particularmente perigosos em que é essencial manter toda a prudência”.

“Infelizmente, sabemos de estabelecimentos de portugueses que foram vandalizados em certas zonas no KwaZulu-Natal e no Gauteng. Não tenho conhecimento de danos pessoais”, salientou.

Na ótica de Manuel Carvalho, “quem está em África, quem está na África do Sul há muito tempo já viu situações parecidas e, como tem sido geralmente o caso, acabam por sossegar após alguns dias, com medidas de recuperação do controlo pelas autoridades”.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.