Opinião: Sente segurança sanitária em espaços fechados? Adoraria…

Posted by

Poder sentir-me segura em qualquer lugar, nomeadamente em espaços fechados. Mas esse não é ainda o sentimento. Também não é o inverso; não tenho problema em estar em recintos fechados, desde que todos os presentes respeitem as normas sanitárias emanadas da DGS. Admito que já estive numa atitude mais descontraída mas nunca facilitista.
Neste momento, e lamentavelmente, o cenário adensou-se: somos o país da União Europeia com a mais alta taxa de incidência e os números reais têm vindo a subir, em alguns locais exponencialmente. A taxa de ocupação hospitalar, mormente em Cuidados Intensivos, é já bastante preocupante e a continuarem os indicadores como se encontram, o caminho mais certo, como é do conhecimento público, serão medidas mais apertadas. Como já acontece na Grande Lisboa e em alguns concelhos fora dela.
A variante Delta é já prevalente e este é um dado assustador dado que a sua transmissibilidade é comprovadamente mais elevada. O facto de estarmos em face de transmissão comunitária, com impossibilidade de determinar a o ponto de partida da infecção, constitui outro dado a produzir intranquilidade. Com isto não quero dizer que o País e a Vida devam parar. Mas que as pessoas têm de ter consciência de que esta pandemia não “está para brincadeiras” é uma obrigação que há muito devia estar assumida.
A Vida tem de seguir e com ela as actividades produtivas, industriais e comerciais. Mas sempre num nível de atenção máximo e não desvalorizando a doença, seja qual for o estádio em que se encontre. Já se percebeu que isto é uma montanha russa, ora lá em cima, ora muito cá por baixo, como acontece agora. Mas o que provocou o andamento da “roda”? Convicta estou de que descuidos de palmatória que acabam tendo consequências nefastas também sobre inocentes da falta!
O modo como o Reino Unido nos tratou no caso da Champions foi incrível! Veio tudo ao molhe e fé em Deus e depois foi o que se está vendo! E o respeito ao País, zero! Ir à molhada a Sevilha? Outra loucura! A vacinação vai em bom ritmo e aí reside a esperança maior. Mas cada um na sua vez, por favor!

One Comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.