Opinião: Animais de estimação -Muito mais do que boas companhias

Posted by

Vivemos hoje numa sociedade com elevados níveis de stress, devido ao estilo de vida adotado, onde a ansiedade espreita.
Haverá a necessidade de reinventar estratégias, para se viver bem, ser-se saudável e feliz. Todo esse conjunto e solução, poderão passar, por ter um amigo patudo como companhia.
Será de algum modo a resposta, pois são eles que “nos fazem bem”. Há tantos motivos e vantagens, para juntar um amigo patudo, à família!
Quantas vezes são eles, a companhia dos dias cinzentos, por imposição da vida, ou simplesmente ajudarem, a colmatar a dor sentida, em momentos menos bons.
Sabe-se que, aquele simples ato, de lhe dar umas festinhas, um passeio, ou uma simples brincadeira, poderão ajudar a sentir uma sensação de calma.
O amor incondicional daqueles seres, que desempenham o papel de amigo fiel, uma companhia constante e quantas vezes a única, quase perfeita, ou bem perto da perfeição. Possivelmente um porto seguro, ao contrário de relacionamentos entre humanos, que são permanentemente assombrados pelo medo da rejeição, pois estes aceitam o Homem, sem qualquer tipo de reservas, podendo ser então, a solução perfeita, para combater a solidão.
Eles estão ali à espera… ao chegar-se a casa, fazem uma receção calorosa e logo de seguida, poderão estar dispostos, para uma sessão de brincadeira, ou simplesmente, enroscarem-se no sofá. Poder-se-á ainda desabafar abertamente, ou contar-lhes banalidades, sem se fartem de ouvir. Aquele olhar doce, onde simplesmente, sem a necessidade de usar palavras, quantas vezes palavras essas, ocas vazias, incrédulas e sem sentido, são momentos agora, transparentes e sentidos, onde expressam esse sentimento de amor, de confiança, até mesmo de segurança, pois são eles, os amigos fiéis, sempre dispostos a mostrar, o quanto gostam de fazer parte da família.
São protetores dos mais pequenos membros da família e de trato delicado, ajudando-os a serem mais responsáveis e adquirir competências fundamentais.
Podem assim, deste modo, ajudar a criança a desenvolver empatia e um maior sentido de responsabilidade.
Seriam já suficientes e positivos, todos estes motivos de interação, no entanto há acrescentar a boa forma física que está associada a estes patudos, mais especificamente o fiel amigo cão, que “consegue” levar o seu tutor, a fazer mais exercício físico, a passar mais tempo ao ar livre, inclusivamente a socializar mais. Estão cheios de energia para partilhar momentos, seja o cão que adora passeios diários, ou o gato que gosta de brincadeira.
Como se sabe, o exercício físico é importante para ambos, pelo que poderá ser um motivo de encorajamento, a adotar um estilo de vida saudável e mais ativo.
O papel do Homem, encarregue do bem-estar de outro ser, a partir do momento que “adota”, o seu animal de estimação, deverá ser – “Cuidador Responsável, por uma vida”!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.