Figueira da Foz: PS aprova contas da câmara de 2020

Posted by

As contas do município do exercício do ano 2020 foram aprovadas, ontem, em reunião de câmara, com os votos da maioria socialista, enquanto a oposição votou contra, com argumentos diferentes. O presidente da autarquia, Carlos Monteiro, frisou que “estivemos no meio de uma pandemia”, ressalva que atravessou as intervenções dos restantes vereadores do PS.
Apesar do ano atípico, acentuou o presidente, “os níveis de execução não baixaram tanto [como seria expectável]”, situando-se nos 89 por cento da receita. “Há pessoas que não sabem, ou não querem saber, e que dizem que este executivo é despesista”, destacou Carlos Monteiro, passando a defender a gestão autárquica socialista.
Carlos Monteiro frisou que o prazo médio de pagamento aos fornecedores, em 2020, foi de 19 dias, contra os 240 em 2009, ano em que o PS conquistou a câmara ao PSD. Naquele ano, realçou ainda, a dívida da câmara situava-se nos 97 milhões, incluindo os 5,9 milhões de indeminização relativa ao processo do Paço de Maiorca, cuja responsabilidade do “negócio ruinoso” imputou à gestão do PSD.

Notícia completa na edição impressa e digital do DIÁRIO AS BEIRAS

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.