Cineteatro de Vouzela acolhe jornadas de arqueologia e inaugura núcleo museológico

Posted by

Vouzela acolhe nos dias 02 e 03 de julho, no Cineteatro João Ribeiro, a segunda edição das Jornadas de Arqueologia de Vouzela – Lafões, que este ano têm como tema principal a figura de Aristides de Amorim Girão (1895 – 1960), eminente geógrafo e professor catedrático da Universidade de Coimbra.

O também “pioneiro incontornável da arqueologia regional”, refere um comunicado da Câmara Municipal de Vouzela, é natural do concelho, da freguesia de Fataunços, e é responsável por “lançar as bases da arqueologia lafonense, ao publicar, em 1921, as suas “Antiguidades Pré-Históricas de Lafões””.

Assim, explica o documento, a comissão organizadora das Jornadas de Arqueologia de Vouzela – Lafões decidiu assinalar o centenário da publicação desta obra, dedicando o encontro deste ano a diversas vertentes da obra de Amorim Girão, quer enquanto geógrafo, quer enquanto pioneiro da arqueologia”.

As jornadas arrancam na sexta-feira, com vários debates e apresentações de professores catedráticos e o dia termina com o lançamento das Atas das I Jornadas de Arqueologia de Vouzela – Lafões. No sábado, será inaugurado o núcleo museológico da Torre de Vilharigues e haverá uma visita à Lapa das Meruje e Lameiros Tapados.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.