Opinião: Privilégio de um novo começo!

Posted by

Este ano passa férias no concelho, para apoiar a economia local?

Férias são, ainda hoje, um privilégio para uma grande parte dos portugueses. No meu quotidiano, converso com muitas pessoas e deparo-me com algumas que, infelizmente, durante as suas longas vidas de trabalho, nunca foram de férias, no sentido tradicional da palavra! Umas, por considerarem um desperdício, ficam em casa, preferindo gastar o seu tempo livre a trabalhar noutras atividades ou noutros hobbies, outras, apesar de o sonharem, não têm capacidade financeira ou logística para poderem sair.

Pessoalmente, considero que faço parte dos privilegiados que, de alguma forma, tira férias quase todos os anos. Aliás, como sou algo viciada no trabalho, sinto mesmo a necessidade de me desligar. Por isso, ao longo dos anos de trabalho, fui adquirindo algumas estratégias para conseguir desligar, sentir-me realmente em férias e, ao mesmo tempo, conseguir fazer um balanço e uma reflexão mais profunda da vida.

Procuro sempre conhecer um sítio onde nunca tenha estado antes, podendo este ser em Portugal ou no estrangeiro. Normalmente, prefiro locais onde haja um contacto próximo com a natureza, zonas mais rurais, onde possa passar a maior parte do tempo ao ar livre. Não podendo faltar uns dias de campismo, uma tradição familiar que gostamos de manter.
Empenho-me em ler o máximo de livros possível. Comprados quase todos em alfarrabistas antes ou durante as férias. Adoro descobrir autores menos comerciais ou reler os clássicos. Algo que dificilmente consigo fazer na lufa-lufa do dia a dia que não me dá a tranquilidade necessária para tal.

Idealmente, tento não ver televisão, internet e, preferencialmente, colocar de lado o telemóvel. É tão bom quando não há sequer forma de o carregar! Gosto da sensação de liberdade, de não sentir as amarras sociais ou as da rotina. Não pensar no que visto, nem a que horas como e, fundamentalmente, enfrentar o gigante desafio de me abstrair do trabalho! Por tudo isso, tento sair da Figueira! Abrir horizontes, viver outras realidades para depois voltar com uma nova perspetiva, novas ideias para a cidade e para o concelho e para a minha vida! Quando sigo à risca todas estas estratégias, sinto que o regressar das férias significa um novo começo! Depois do inferno da pandemia, todos estamos a precisar disso! Um direito que devia ser de todos!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.