Opinião: Custo versus horas de uso

Posted by

Relva sintética ou natural no estádio municipal?

Escrevo estas linhas ao mesmo tempo que assisto às imagens das comemorações dos sportinguistas, demasiado excessivas para a época de pandemia em que vivemos, mas bastante sintomáticas da paixão pelo futebol sentida por muitos portugueses.
Será, certamente, em parte com base nestas emoções, algo irracionais, que a maioria dos investimentos públicos e privados em equipamentos desportivos se direcione, maioritariamente, para campos de futebol. Sem comparação, trata-se, incontestavelmente, do desporto mais praticado em Portugal, e a Figueira da Foz não é exceção.
A procura destes equipamentos no nosso concelho é maior do que a oferta. E, apesar de todos os novos campos que se têm construído, como o da Leirosa, o do Cova-Gala ou o Campo Municipal de Treinos, continua a haver necessidade de mais campos de treinos para os inúmeros clubes, desporto escolar e até para as aulas de educação física. Em especial, o Campo Municipal de Treinos José Bento Pessoa está sobreutilizado e a gestão da sua utilização tem sido um desafio constante.
A questão que se coloca é a da opção por campo de relva sintética ou de relva natural. Por outro lado, sabe-se que um campo de relva natural tem um investimento inicial de instalação menor, mas um custo de manutenção maior, quando comparado com um campo de relva sintética, tendo especial preponderância neste cálculo o consumo de água e os periódicos corte e fertilização do relvado. Mas a maior diferença é que um campo de relva natural só pode ter uma utilização semanal de 4 a 12 horas, enquanto um sintético pode ter 6 a 8 horas de utilização diária, ou seja, até 56 horas semanais!
Ou seja, fazendo as contas, quer a pegada ecológica quer o custo de operação/manutenção por hora de utilização é substancialmente menor num campo de relva sintética do que num campo de relva natural. Permitindo, assim, que muito mais praticantes em formação usufruam de um equipamento público construído e mantido com dinheiros públicos.
Não obstante, não nos podemos esquecer de que no concelho da Figueira há um campo de relva natural, na praia de Quiaios. Trata-se de um equipamento privado, mas tem sido muito utilizado por equipas profissionais das primeiras ligas que escolhem este complexo turístico e desportivo para fazerem os seus estágios!

Pode ler a opinião de Ana Carvalho na edição impressa e digital do DIÁRIO AS BEIRAS

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.