“O caminho do ISCAC é produzir mais e melhor ciência para o país”

Posted by

Como presidente da Coimbra Business School | ISCAC, qual é a principal mensagem que quer deixar à comunidade académica neste dia?
A mensagem-chave é a seguinte: estamos a inovar o nosso modelo de ensino e de investigação para o tornar mais apto a responder às questões e aos desafios que o mundo hoje coloca. Estamos a preparar os nossos estudantes para serem profissionais com mais e melhores competências quando começarem a trabalhar em empresas e organizações, ou quando criarem o seu próprio negócio. O mundo mudou muito nos 100 anos que esta escola leva desde a sua fundação – mas em poucos períodos mudou tanto como no último ano por causa da pandemia Covid-19! Havia uma tendência que vinha de trás, que é estrutural, e que a pandemia acelerou: há vinte anos as aulas, no essencial, serviam para transmitir informação aos alunos; hoje as aulas servem, no essencial, para preparar e capacitar os alunos para uma correta perceção da informação, com critérios técnico-científicos e com espírito crítico, e a utilizá-la de forma útil e adequada. Esta mudança estrutural é transversal a todos os ramos do saber, mas é particularmente pertinente nas ciências empresariais. Uma escola de negócios como a Coimbra Business School trata de matérias, de conhecimentos e de informação em que a forma como tudo é recolhido, apreendido e processado é decisiva para o resultado final. Toda a comunidade da Coimbra Business School está emersa nesta mudança de paradigma que os modelos de ensino-aprendizagem têm de fazer para prepararem profissionais competitivos para o mundo de amanhã.

A escola tem sido a primeira escolha de muitos alunos na hora do concurso nacional de acesso ao ensino superior. Como é que a escola lida com esta responsabilidade?
Essa é a parte mais gratificante do trabalho que estamos a fazer: como preparamos melhor os nossos alunos para aquilo que os espera na vida real e no futuro, as empresas e as organizações privilegiam-nos quando se trata de admitir estagiários e de fazer contratações. E, como os nossos estudantes têm taxas de empregabilidade próximas dos 100 por cento em todos cursos, na hora de entrar no ensino superior, os candidatos e as respetivas famílias escolhem a Coimbra Business School | ISCAC. É um orgulho, claro! E é mérito dos nossos docentes, em primeiro lugar. Não esquecendo os funcionários não-docentes, que constituem o verdadeiro suporte da escola. Esse mérito deve-se também, indiscutivelmente, às mais de mil empresas que são parceiras da escola e que connosco desenvolvem projetos. E também ao excelente marketing e publicidade que os nossos estudantes fazem desta escola nos sítios para onde vão trabalhar.

A Coimbra Business School | ISCAC como instituição, sai mais forte desta pandemia? Como é que será o próximo ano letivo – online ou um mix de online e presencial?
O ensino mudou para todo o sempre: nada voltará ao que era antes em nenhuma parte do mundo, em nenhum ramo do saber. Ninguém saiu incólume do processo de digitalização acelerada que este último ano provocou: quando se fizer história daqui a 100 anos, ler-se-á que houve um “ensino pré-pandemia covid-19” e outro “ensino pós-pandemia”. Não há um único aluno na Coimbra Business School que hoje admita voltar ao passado! Temos, como é óbvio, de manter o ensino presencial, porque sem ele não há experiência académica completa. Mas ninguém vai querer prescindir das imensas e poderosas vantagens da digitalização: aulas gravadas e disponíveis a qualquer momento, novos modos de partilha de conteúdos, formas absolutamente inovadoras de ensinar, pesquisar e de tratar a informação. O que temos por certo é que o nosso ensino do futuro será um “mix”! Mas é um “mix” que teremos de construir todos os dias, será um “mix” dinâmico, um “mix” dialético. As escolas que conseguirem desenhar melhor o seu próprio “mix”, serão as melhores escolas do futuro. É nessa exigência, nessa corrida pela preferência dos alunos e dos empregadores, que a Coimbra Business School está empenhada.

Entrevista completa na edição impressa e digital do DIÁRIO AS BEIRAS

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.