Mulher condenada a pena suspensa por atear fogo em Cantanhede

A idosa que em setembro do ano passado ateou um incêndio em Cantanhede, numa zona florestal, próxima de habitações, foi ontem condenada a uma pena de prisão de três anos e três meses, suspensa por um período de cinco. A mulher de 75 anos Terá ainda de receber acompanhamento médico.
A arguida, reformada, confessou o crime durante o julgamento, alegando não estar bem da cabeça. “A nós pareceu-nos que precisava de acompanhamento médico”, disse ontem a presidente do coletivo que julgou o caso.
“Acredito que não vai voltar a acontecer”, acrescentou a magistrada, informando a idosa que além da pena de prisão ficar suspensa por um período de cinco anos, teria de ter acompanhamento pelos serviços da Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais assim como seguimento médico.

Notícia completa na edição impressa e digital do DIÁRIO AS BEIRAS

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.