Fundos europeus podem apoiar obras no IPO

Posted by

O Conselho de Ministros aprovou uma resolução que permite ao Instituto Português de Oncologia (IPO) de Coimbra candidatar as obras de requalificação do edifício de cirurgia a fundos comunitários. Segundo o diploma do Governo, que ontem foi publicado em Diário da República, o cofinanciamento das obras orçadas em perto de 29 milhões de euros poderá ser conseguido através da apresentação de candidatura da instituição de saúde ao Programa Operacional Regional (POR) Centro 2020.
Na mesma decisão, foi também aprovado o reescalonamento dos encargos plurianuais relativos a esta intervenção. Refira-se que a despesa tinha sido autorizada já em 2019, no âmbito do chamado Programa de Investimentos na Área da Saúde (PIAS), num montante total superior a 90 milhões de euros, mas “por motivos relacionados com a revisão do projeto de arquitetura e das especialidades” não foi possível cumprir a execução financeira como estava previsto.
De acordo com o novo calendário de financiamento, a obra sofreu um atraso de dois anos e deverá ser concluída até 2023. Depois de terem sido gastos apenas 327 mil euros nos dois últimos anos, o grosso do investimento será executado este ano e em 2022 (11,2 e 14,9 milhões de euros, respetivamente), restando a verba de 2,4 milhões de euros para o ano de 2023.

Notícia completa na edição impressa e digital do DIÁRIO AS  BEIRAS

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.