Aumento de casos de covid-19 obrigam Arganil a recuar no desconfinamentro

Arganil e Lamego são os dois concelhos que vão recuar no processo de desconfinamento, no âmbito da pandemia. Três municípios e uma das freguesias de Odemira avançam e ficam a par da generalidade do país, anunciou ontem o Governo.
A Câmara de Arganil já reagiu criticou as regras que determinam o recuo do concelho no processo de desconfinamento, mas salientou que a decisão não terá reflexo na passagem do Rali de Portugal pelo município.
“Era importante termos bem em atenção a realidade demográfica de concelhos como o de Arganil. Estamos a falar de cerca de 65 casos num território com 332 quilómetros quadrados e 11 mil habitantes”, afirmou o presidente da Câmara de Arganil, Luís Paulo Costa.
Para o autarca, o Governo e as autoridades de saúde deveriam considerar também o índice de transmissibilidade, considerando que para a decisão do recuo no desconfinamento essa componente não foi tida em atenção.

Notícia completa na edição impressa e digital do DIÁRIO AS BEIRAS

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.