Transações de imóveis no centro histórico de Viseu superiores a 4,4 ME em 2020

Posted by

municipioviseu

O município de Viseu aprovou 44 intenções de transação de imóveis no centro histórico durante o ano de 2020, que correspondem a um valor superior a 4,4 milhões de euros, anunciou hoje a autarquia.

Em comunicado, o município refere que estas transações de imóveis, realizadas no ano em que teve início a pandemia, se referem a uma área bruta de construção transacionada de 6.726 metros quadrados.

No primeiro trimestre deste ano, “fortemente marcado pelo confinamento, já foram aprovadas 16 intenções de transação de imóveis, que representam um pouco mais de dois milhões de euros, quase metade de todo o investimento realizado em 2020”, acrescenta.

O vereador do Turismo, Património e Marketing Territorial da autarquia, Fernando Marques, considera que, apesar da pandemia, estes resultados mostram que o centro histórico de Viseu se mantém “atrativo para os investidores, que continuam a acreditar na valorização desta zona da cidade”.

No seu entender, há outros dados que comprovam este interesse, apesar dos constrangimentos provocados pela covid-19.

“O recurso a incentivos municipais, nomeadamente no que respeita à recuperação de fachadas e a correções acústicas, foi inclusive ligeiramente superior ao verificado no ano anterior”, refere Fernando Marques, que nos últimos anos ocupou a função de gestor do centro histórico.

Em 2020, foram atribuídos 18 incentivos financeiros para a recuperação de alçados, num valor total de comparticipação de 18,4 mil euros, e 18 pedidos de comparticipação para a correção acústica, estimados num apoio monetário de 13,4 mil euros.

Atendendo aos resultados do primeiro trimestre, o executivo considera que estes “poderão indiciar um período de retoma”.

“Com efeito, no total já foram submetidos e aprovados dez pedidos de apoio, num valor global de 15 mil euros, durante os primeiros três meses do ano”, sublinha, lembrando que, dadas as dificuldades geradas pela pandemia, a Câmara aumentou o incentivo à recuperação de fachadas em dois euros por metro quadrado.

Segundo a autarquia, “do ponto de vista macro, a estratégia de revitalização definida para o centro histórico de Viseu, a partir de 2013, está a dar frutos”.

“Desde o início do anterior mandato até à presente data, foram contabilizadas 440 intenções de transação de imóveis, correspondentes a um valor global de venda de 44.162.873,64 euros, cuja área bruta de construção equivale a 96.434 metros quadrados”, refere.

No que respeita aos incentivos financeiros para a recuperação de alçados, foram autorizados 176, “num valor total de comparticipação de 212.448,48 euros, correspondentes a 35.991 metros quadrados de área de fachada a intervencionar e, ainda, 47 pedidos de comparticipação para a correção acústica, estimados num apoio monetário global de 57.510 euros”, acrescenta.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.