Câmara de Viseu aprova acordo para requalificação da Estrada Nacional 229

Posted by

FOTO DR

A Câmara de Viseu aprovou hoje um acordo de mutação dominial referente à Estrada Nacional (EN) 229, no âmbito da requalificação daquela via entre a capital de distrito e o Sátão, que há muito é reclamada.

A presidente da Câmara de Viseu, Conceição Azevedo, explicou aos jornalistas que “a decisão prevê a transferência de mais de 350 mil euros para intervenção naquele troço da estrada”, entre os quilómetros 69 e 74.

Conceição Azevedo lembrou que, “recentemente, a Infraestruturas de Portugal (IP) confirmou o acordo para execução das obras para a melhoria das acessibilidades ao Parque Empresarial de Mundão, que prevê a construção da EN 229, entre o IP5 e o Parque Industrial do Mundão, e a requalificação da EN 229 entre Viseu e Sátão”.

“Esta decisão chega depois de, em agosto de 2020, os municípios de Viseu e Sátão terem anunciado a comparticipação de 1,4 milhões de euros”, acrescentou.

A autarca frisou que a requalificação da EN 229 “é um desejo antigo de ambos os municípios, que vai beneficiar claramente o dia-a-dia de quem se desloca entre Viseu e Sátão e também todo o trânsito pesado que se efetua nesta área”.

O vice-presidente da Câmara de Viseu, João Paulo Gouveia, afirmou aos jornalistas que a requalificação “é uma necessidade premente”.

“Nos últimos três anos e meio, sempre dialogámos com as IP e a própria Câmara de Viseu vai colocar nesta obra 1,15 milhões de euros para que ela possa vir para o terreno”, lembrou.

João Paulo Gouveia deixou o desafio de que esta obra “seja inscrita no Plano de Recuperação e Resiliência, evitando assim que os municípios de Viseu e Sátão tenham que ter este dispendioso valor de cerca de 1,4 milhões”.

“Não há dúvida nenhuma de que é uma estrada nacional e da responsabilidade do Estado central”, justificou.

Na reunião de hoje, foi ainda aprovada a abertura de concurso público para a instalação do atendimento dos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento no Edifício Pascoal.

“É um investimento de cerca de 540 mil euros e insere-se na estratégia de revitalização do centro histórico”, disse Conceição Azevedo.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.