Tribunal de Coimbra começa hoje a julgar 20 arguidos por tráfico de droga

Posted by

FOTO DR

Vinte arguidos de diferentes grupos que se dedicavam ao tráfico de droga, sobretudo cocaína e heroína, em toda a região Centro, começam hoje a ser julgados pelo Tribunal de Coimbra, numa sessão agendada para o auditório da Reitoria da Universidade de Coimbra.

A acusação a que a agência Lusa teve acesso identifica cinco grupos que se dedicavam ao tráfico de droga em diferentes zonas da região Centro, alguns deles fornecedores de outros, e que vendiam estupefacientes sobretudo a outros revendedores, entre 2017 e 2019.

Os grupos tinham diferentes dimensões de abrangência geográfica e abordavam diferentes distritos da região, mas todos vendiam droga em “grande número a consumidores e revendedores”, não sendo determinada essa mesma quantidade ou o dinheiro resultante do tráfico, apesar de terem sido identificados dezenas de momentos de compra e venda de estupefacientes, refere o despacho do Ministério Público.

Quase todos os grupos eram liderados por casais, sendo identificado um que ia da Figueira da Foz até Viseu e Lamego, outro que se dedicava na zona do Peso da Régua, um no Pinhal Interior, outro em todo o litoral da região Centro, da Serra d’El Rei até à Praia de Mira, e um último que trabalhava sobretudo o interior, em concelhos do distrito da Guarda, Coimbra, Castelo Branco e Viseu.

A maioria dos arguidos está acusada de tráfico de droga agravado, estando ainda presentes crimes como detenção de arma proibida ou resistência e coação sobre funcionário, referente à fuga de um dos grupos quando foi intercetado pela PJ.

Cinco dos 20 arguidos já foram condenados por várias vezes por tráfico de droga, três estão em prisão preventiva e dois em prisão domiciliária.

O julgamento vai decorrer no Auditório da Reitoria Universidade de Coimbra, por forma a cumprir as regras de distanciamento necessárias face à pandemia, devido ao número elevado de arguidos e advogados presentes no processo.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.