Remessas dos emigrantes caem 1,3% em 2020 e descem pela primeira vez desde 2010

Posted by

FOTO DR

As remessas dos emigrantes portugueses caíram 1,3% no ano passado face a 2019, para 3.612,8 milhões de euros, descendo pela primeira vez desde pelo menos 2010, de acordo com os dados do Banco de Portugal.

De acordo com os dados consultados pela Lusa, a redução no valor das remessas em 2020 para 3.612,8 milhões acontece pela primeira vez desde, pelo menos, 2010, ano em que os emigrantes enviaram 2.425 milhões de euros para Portugal, mas acima do valor registado em 2018, quando foram remetidos 3.604 milhões de euros pelos trabalhadores portugueses no estrangeiro.

Segundo os números do regulador e supervisor financeiro, disponíveis no ‘site’ do banco, os emigrantes portugueses enviaram para o seu país de origem 335,6 milhões de euros em dezembro do ano passado, o que representa uma quebra de 4,3%, não havendo uma tendência definida relativamente a quedas ou subidas em 2020 face a 2019.

Os dados relativos a dezembro de 2020, os últimos disponíveis, mostram que as remessas enviadas para Portugal desceram de 351 milhões de euros, em dezembro de 2019, para 335,6 milhões no último mês do ano passado, marcado pelo forte abrandamento da atividade económica decorrente da pandemia de covid-19.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.