PS da Guarda está “a trabalhar” para que cidade tenha Tribunal Administrativo e Fiscal

Posted by

FOTO DR

A Federação Distrital do PS da Guarda disse hoje que está “a trabalhar” para que a cidade tenha um Tribunal Administrativo e Fiscal e assume que “exige o que é justo e cumpre os seus compromissos”.

O líder distrital do PS da Guarda, Alexandre Lote, refere, em comunicado, que o partido “não desiste, nem baixa os braços, nem, muito menos, contamina o diálogo político com um discurso perigoso, radical, e descolado da realidade, como outros o têm feito nos últimos tempos”.

“O PS tem mostrado, ao longo dos últimos anos, que é possível colocar as pessoas em primeiro lugar e governar com responsabilidade. Com o PS, estes territórios do interior estão no centro das prioridades e são, verdadeiramente, territórios de oportunidades”, acrescenta.

Alexandre Lote aponta vários exemplos das políticas socialistas que têm tido reflexos e efeitos no distrito da Guarda, como o programa “Trabalhar no Interior”, a requalificação das linhas da Beira Alta e da Beira Baixa, e a saúde, que “é uma prioridade a nível regional”.

“Estamos também a trabalhar para que a Guarda tenha o Tribunal Administrativo e Fiscal e o Comando da Unidade de Emergência e Socorro da GNR”, afirma.

Por outro lado, sublinha que o partido, junto do Ministério das Infraestruturas, está a “acompanhar a importante localização do Porto Seco da Guarda, bem como a construção de infraestruturas rodoviárias que, ao longo dos anos, têm sido reivindicadas”.

“A segunda fase do Hospital da Guarda não está parada, a sua requalificação será, finalmente, uma realidade a curto prazo, bem como a requalificação do Centro de Saúde de Figueira de Castelo Rodrigo e do Centro de Saúde de Seia”, acrescenta.

No ensino superior, a Federação Socialista continua “a trabalhar, em proximidade com o Governo, para dotar o Instituto Politécnico da Guarda de novas valências, nomeadamente na dinamização de laboratórios colaborativos e no Centro Nacional de Educação Rodoviária, para que, cada vez mais, seja uma referência regional e nacional, não só no ensino de qualidade, mas também na investigação”.

No comunicado, Alexandre Lote assinala, ainda, que as barragens de Figueira de Castelo Rodrigo e de Mêda, “bem como os projetos de valorização de Vilar Formoso, são questões que têm merecido também a atenção e preocupação do PS da Guarda”.

“Congratulamo-nos ainda pelo trabalho que está a ser desenvolvido pelas equipas dos Contratos Locais de Desenvolvimento Social (CLDS – 4G) em todo o distrito, uma vez que o novo programa, iniciado no ano transato, abrange todo o território do distrito da Guarda, não deixando concelhos sem esta importante resposta no combate à exclusão social, através de equipas técnicas que promovam a inclusão social de grupos populacionais mais vulneráveis”, assinala.

Na opinião do líder distrital socialista, “isto é trabalho, isto é ação, em que, sem a necessidade de constante mediatismo, o caminho vai-se fazendo, paulatinamente, colocando sempre as pessoas em primeiro lugar e dando à Guarda a importância que merece”.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.