Lousã distinguida nos Prémios Arco-Íris da ILGA Portugal

A Câmara Municipal da Lousã foi um dos vencedores dos prémios Arco-Íris da ILGA Portugal, anunciou hoje, sábado, a organização, que também premiou a atriz Maria João Vaz e os jornalistas Ana Tulha e Bernardo Mendonça.

“No Dia Internacional da Memória Trans e num ato pioneiro, a Câmara Municipal da Lousã iluminou em 2020 o edifício dos Paços do Concelho para assinalar a importância de respeitar os cidadãos e cidadãs transgénero e a urgência de cessar os crimes de ódio. O simbólico, mas importante momento foi acompanhado por várias juntas de freguesia através da iniciativa “7 Dias pela Igualdade”, justificou a organização na atribuição do prémio.

 No ano em que a ILGA Portugal – Intervenção Lésbica, Gay, Bissexual, Trans e Intersexo (LGBTI) comemora 25 anos, os Prémios Arco-Íris referentes a 2020 foram anunciados numa “cerimónia exclusivamente televisionada”, devido à pandemia de covid-19, e foram apresentados por Rui Maria Pêgo e Jenny Larrue.

 “Os Prémios Arco-Íris são um momento fundamental para a associação, no qual premiamos quem está do lado certo da História. Mas esta cerimónia é apenas uma pequena parte do trabalho da ILGA. O foco do nosso trabalho é este: salvar vidas”, defendeu a presidente da direção ILGA Portugal.

 Ana Aresta acrescentou que o foco da associação passa por “fazer trabalho político junto de quem toma decisões estruturais para o país e que podem impactar para melhor ou para pior as vivências e a dignidade das pessoas LGBTI”.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.