Covid-19: Hospital de Aveiro volta a permitir visita do pai a recém-nascidos

Posted by

FOTO DR

O Centro Hospitalar do Baixo Vouga, que integra os hospitais de Aveiro, Águeda e Estarreja, retoma na sexta-feira as visitas diárias dos pais a recém-nascidos internados no Serviço de Obstetrícia, revelou hoje a administração.

O Centro Hospitalar do Baixo Vouga (CHBV) acredita estarem reunidas as condições para a retoma da visita diária neste Serviço, que passa a ser o primeiro de um processo gradual de desconfinamento”, justifica em comunicado.

Segundo o que é anunciado pelo conselho de administração do CHBV, as visitas decorrerão no período compreendido entre as 13:00 e as 16:30, com marcação prévia junto do Serviço de Obstetrícia.

Os acompanhantes serão sujeitos aos procedimentos de segurança, como seja o uso obrigatório de máscara cirúrgica, a higienização das mãos e a medição, antes da visita, da temperatura.

As visitas a todos os doentes internados no Centro Hospitalar do Baixo Vouga foram interditas em consequência da pandemia a 14 de março de 2020, “tendo a interdição da visita do pai (acompanhante de referência) no Serviço de Obstetrícia sido deliberada a 16 de março do mesmo ano”, esclarece o CHBV.

A 27 de março foi também interdita a presença do pai no trabalho de parto, tendo sido retomada, sob o cumprimento de um conjunto de procedimentos (entre eles, a testagem à Covid-19), a 10 de maio de 2020.

Na sexta-feira, “todos os pais que realizarem esta visita, receberão, do CHBV, um postal para assinalar o Dia do Pai”, dá conta o conselho de administração.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.682.032 mortos no mundo, resultantes de mais de 121,2 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.743 pessoas dos 816.055 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.