Circulação nas fronteiras com Espanha continua com as mesmas limitações

Posted by

O controlo de pessoas nas fronteiras terrestres e fluviais vai manter-se por mais 20 dias, até 5 de abril, devido à situação epidemiológica em Portugal e Espanha, mantendo-se os pontos de passagem autorizados (PPA) e os horários estabelecidos no período anterior.

Em comunicado, o Ministério da Administração Interna (MAI) adianta que a partir das 00H00 de quarta-feira mantém-se limitada a circulação entre Portugal e Espanha, apenas permitida ao transporte internacional de mercadorias, de trabalhadores transfronteiriços e de caráter sazonal devidamente documentados, e de veículos de emergência e socorro e serviço de urgência.

O MAI adianta que se mantém suspensa a circulação ferroviária transfronteiriça, exceto para transporte de mercadorias, bem como o transporte fluvial entre Portugal e Espanha.

“Estas limitações não impedem a entrada em Portugal de cidadãos nacionais e de titulares de autorização de residência em Portugal, bem como a saída de cidadãos residentes noutros países”, esclarece o MAI.

Na nota, o MAI adianta também que no âmbito da reposição temporária do controlo de pessoas nas fronteiras com Espanha, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) e a GNR controlaram, entre os dias 31 de janeiro e 12 de março, um total de 494.430 cidadãos e 416.230 viaturas nos PPA

Deste total de 494.430 cidadãos, 3.664 foram impedidos de circular pelos pontos de passagem autorizados. A GNR controlou 416.230 viaturas, das quais 184.051 pesados de mercadorias e 232.179 viaturas ligeiras.

O primeiro-ministro português, António Costa, disse na quinta-feira que apesar dos níveis da pandemia em Portugal e Espanha permitirem a reabertura da fronteira, ela vai manter-se encerrada até à Páscoa para evitar as tradicionais deslocações de pessoas na “semana santa” entre os dois países.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.