Região de Coimbra planeia investimento de 13,6 ME na mobilidade sustentável

Posted by

As candidaturas da Comunidade Intermunicipal (CIM) da Região de Coimbra aos fundos europeus na área da mobilidade sustentável englobam quatro projetos de investimento no valor global de 13,6 milhões de euros, foi hoje anunciado.

Em comunicado, a CIM da Região de Coimbra adianta que esses investimento incluem um cofinanciamento comunitário de cerca de 11,5 milhões de euros, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER).

“Os investimentos previstos nestas candidaturas visam concretizar o Plano de Ação de Mobilidade Urbana Sustentável (…), que promove a implementação de uma estratégia de mobilidade com foco na redução de emissões de gases com efeito de estufa”, adianta aquela associação de municípios, liderada por José Carlos Alexandrino, presidente da Câmara de Oliveira do Hospital.

Citado na nota, José Carlos Alexandrino afirma que a concretização destes empreendimentos “contribuirá para alcançar os objetivos de redução das emissões de carbono e promover o uso de modos suaves de transportes, a intermodalidade e a valorização dos meios urbanos e ambientais” da região.

Os projetos visam “estruturar e promover a mobilidade na região por modos suaves, através da criação da Rede Estruturante de Vias Cicláveis da Região de Coimbra que farão a interligação com as zonas urbanas e com os investimentos municipais que estão a ser concretizados pelos municípios abrangidos, contribuindo para uma mobilidade mais sustentável de baixo teor de carbono”.

Outro dos objetivos é “reforçar a intermodalidade, atratividade e sustentabilidade do sistema de transportes públicos, contribuindo para a substituição do transporte individual pelo transporte coletivo”.

“Foram recolhidas e acauteladas as condicionantes das entidades competentes, encontrando-se aprovados todos os projetos de execução, o que permite lançar os concursos para execução dos trabalhos logo que as candidaturas sejam aprovadas”, informa a CIM.

Os projetos candidatados aos apoios do FEDER, através do Programa Operacional Regional Centro 2020, são a Ciclovia do Mondego (investimento de 3,5 milhões de euros), Ecopista do Antigo Ramal Ferroviário da Figueira da Foz (quatro milhões de euros), Eurovelo 1 – Rota da Costa Atlântica da CIM da Região de Coimbra (4,6 milhões de euros) e Sistemas de Informação ao Público – Plataforma de Informação Intermodal da Região de Coimbra (1,4 milhões de euros).

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.