Polícia judiciária investiga irregularidades na vacinação

DB- Pedro Ramos

Vários coordenadores dos Agrupamentos de Centros de Saúde (ACeS) do Centro já foram ouvidos pela Polícia Judiciária no âmbito da investigação às alegadas irregularidades na vacinação contra a covid-19, disse ontem uma fonte ligada ao processo.
“Pelo menos três coordenadores de ACeS já foram ouvidos”, adiantou essa fonte à agência Lusa, sem mencionar os casos em concreto.
Entretanto, referiu, também a presidente do conselho diretivo da Administração Regional de Saúde (ARS) do Centro, Rosa Reis Marques, foi notificada ao abrigo das mesmas investigações, “mas ainda não há data marcada” para a responsável comparecer na sede da Diretoria do Centro da PJ, em Coimbra.
Outra fonte do processo contactada pela Lusa disse que a ARS facultou à Polícia Judiciária os contactos dos coordenadores dos seis ACeS da região Centro, bem como dos diretores das unidades locais de saúde (ULS) da Guarda e de Castelo Branco.
“Estão a ser feitas averiguações. A PJ tem pedido documentação relacionada com a vacinação, que está a ser fornecida”, afirmou.

 

Notícia completa na edição impressa e digital do DIÁRIO AS BEIRAS de 25/02/2021

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.