Centro de Recolha Animal da Figueira da Foz acolheu 675 animais em 2020

Posted by

FOTO DB/JOT’ALVES

O Centro de Recolha Animal da Figueira da Foz recolheu no ano passado 675 animais, dos quais 160 foram recolhidos na via pública, foi hoje anunciado.

Em reunião de Câmara, o vereador Miguel Pereira salientou o trabalho, bem como o “esforço e dedicação” em “circunstâncias de pandemia”, desempenhado pelo Serviço Veterinário Municipal (SVM) e pela gestão do Centro de Recolha Animal da Figueira da Foz (CRAFF).

Foram entregues 68 animais aos donos (66 canídeos e dois felídeos), 53 animais foram adotados e 279 (140 canídeos e 137 felídeos) entregues a famílias de acolhimento temporário, lê-se em nota de imprensa.

Foram executadas 251 esterilizações, no entanto, “apesar do esforço, não foi possível atingir o número que pressupúnhamos”, disse Miguel Pereira.

É reportado ainda a recolha de “192 animais acidentados de 28 canídeos para efeitos de sequestro sanitário e o acolhimento de 129 animais (72 canídeos e 57 felídeos), entregues pelo detentor”, refere o município da Figueira da Foz, do distrito de Coimbra.

O Serviço Veterinário Municipal colaborou, na gestão da recolha e tratamento de animais marinhos arrojados na costa da área geográfica do concelho.

A este Serviço Veterinário cabe ainda a tarefa de “inspeção e controlo” a estabelecimentos que comercializam produtos de origem animal em geral e do PACE (Plano de Aprovação e Controle de Estabelecimentos), a captura e recolha de animais abandonados, a gestão das adoções de animais, entre outras funções.

O projeto para novo centro de recolha e tratamento animal municipal, na freguesia de Ferreira-a-Nova, encontra-se “na fase das especialidades” e conta com um investimento de 500 mil euros.

2 Comments

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.