Opinião: Neutralizar o carbono

Posted by

O início de cada década fica sempre marcada por exercícios de previsão ou de estabelecimentos de metas para o final da década em que entramos. A terceira década do século XXI não é diferente desse hábito que estabelecemos como eixo guiador. Sem dúvida que um dos objetivos que teremos de alcançar em 2030 é aproximar-nos da neutralidade carbónica a nível nacional.
Para que isso se torne realidade é necessário pensarmos localmente para agirmos globalmente. Assim, acredito que um futuro parque urbano é um dos melhores contributos que a Figueira da Foz pode dar ao país para alcançar a desejada neutralidade carbónica nacional. Todavia, a neutralidade carbónica também deve ser analisada numa perspetiva local. A localização do parque urbano é certeira, dado que estará lado a lado com as vias mais utilizadas da cidade, que invariavelmente produzem uma pegada carbónica difícil de limpar sem uma mancha verde significativa.
O futuro parque urbano da várzea de Tavarede deve ter como eixo guiador a promoção de um espaço saudável e multifacetado, com árvores de grande porte, infraestruturas desportivas, uma pista ciclável com diferentes níveis, um pequeno anfiteatro e até pequenos espaços de convívio que garantam que a cidade ganha um novo espaço de lazer.
O futuro reserva-nos cidades para as pessoas, com espaços para andar a pé e livres de veículos poluentes. O Parque urbano é hoje uma obrigação para aquela zona esquecida da malha urbana figueirense. Dar mais dignidade à Várzea de Tavarede é algo que já está por resolver desde que tenho memória.
São muitas as razões para dar à cidade este novo espaço verde. Mas acima de tudo aquilo que nos deve orgulhar é a cada ano que passa estarmos a caminhar para um futuro mais verde no nosso concelho. Muito ainda haverá a fazer para sermos um concelho totalmente verde. Alcançarmos uma oferta de mobilidade coletiva que alcance toda a população, reduzir a pegada carbónica das nossas indústrias e até garantirmos a preservação a longo prazo das nossas extensas manchas florestais são outros desígnios verdes que temos de priorizar

One Comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.