Oliveira do Hospital investe 1,8 ME na requalificação do centro histórico

Posted by

FOTO DR

O município de Oliveira do Hospital vai investir mais de 1,8 milhões de euros em três empreitadas de requalificação do centro histórico da cidade, foi hoje anunciado.

Os trabalhos começam na segunda-feira, dia 25, depois de a Câmara Municipal ter assinado, na terça-feira, os três primeiros autos de consignação de um projeto que, por ser de “grande complexidade”, foi dividido em quatro lotes.

Numa cerimónia realizada nos Paços do Concelho, foram assinados os autos relativos aos lotes B e C, com a empresa Amadeu Gonçalves Cura e Filhos, pelos valores de 604.148,99 e 603.796,86 euros, respetivamente, e ao lote D, com a empresa Manteivias Engenharia e Construção, adjudicado por 635.949,04 euros.

Estas obras têm um prazo de execução de execução de 365 dias, devendo o lote A ser a última intervenção, “por compreender intervenções mais complexas”, informa em comunicado a autarquia presidida por José Carlos Alexandrino.

Com estas empreitadas, a Câmara “pretende reabilitar e vivificar o núcleo histórico e reforçar o papel que representa” em Oliveira do Hospital, no interior do distrito de Coimbra.

O programa assenta em “três componentes” ligadas entre si: “reforço da visibilidade e centralidade do núcleo histórico, melhorando a sua articulação com a envolvente, qualificação da globalidade do espaço público e adoção de estratégia e de plano de ação para a reabilitação e efetivo uso dos edifícios”.

“Esta obra era um dos maiores anseios dos oliveirenses. A cidade de Oliveira do Hospital jamais será igual ao que era”, afirma José Carlos Alexandrino, citado na nota.

A Câmara Municipal “tem vindo a promover contactos próximos com os diversos agentes” da zona histórica e desafiou os moradores e comerciantes a criarem uma comissão de acompanhamento das obras de requalificação.

Trata-se de “uma das grandes obras previstas” no Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU) de Oliveira do Hospital e tem associado um investimento público superior a cinco milhões de euros, na sede do concelho e nas restantes freguesias.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.