Atrasos no recebimento de pagamentos obriga bombeiros a recorrer à banca

Foto DR

Devido ao atraso no pagamento por parte das entidades a quem os bombeiros prestam serviços, a direção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Góis foi obrigada a recorrer à banca. Com base numa “linha orientadora”, que é “a necessidade de garantir a operacionalidade do corpo de bombeiros e a sustentabilidade económico-financeira da associação”, Renato Souza, presidente da direção dos Bombeiros Voluntários de Góis, constata, “a importância estratégica que esta instituição tem para o bem-estar e segurança das pessoas e bens do concelho de Góis”.

| Leia a notícia completa nas edições impressa e digital do DIÁRIO AS BEIRAS

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.