Águas do Baixo Mondego e Gândara não aumenta tarifas em 2021

Posted by

FOTO DR

A Entidade Reguladora dos Serviços de Água e Resíduos (ERSAR) aprovou o tarifário dos serviços de abastecimento de água e saneamento para 2021 nos concelhos de Mira, Montemor-o-Velho e Soure, foi hoje anunciado.

Em comunicado enviado à agência Lusa, a empresa intermunicipal de Águas do Baixo Mondego e Gândara (ABMG), que agrega aqueles três concelhos do distrito de Coimbra, destaca que o tarifário de 2021 mantém-se igual ao de 2020.

Em 2020, ano em que a ABMG entrou em funcionamento, verificou-se, no caso do concelho de Soure, “uma diminuição no custo do serviço, no caso do concelho de Montemor-o-Velho o tarifário manteve-se inalterado e, no caso do concelho de Mira, as tarifas foram atualizadas e sofreram um pequeno aumento”.

“Tendo em conta o Regime das Autarquias Locais e das Entidades Municipais, é de destacar que os preços e demais instrumentos de remuneração a fixar pelos municípios e entidades gestoras não devem ser inferiores aos custos direta e indiretamente suportados com os bens e serviços, em alusão às atividades de exploração de sistemas municipais, como sejam o abastecimento público de água, o saneamento de águas residuais e a gestão de resíduos sólidos”, lê-se na nota.

Em 2021, segundo o comunicado, a ABMG tem como objetivo amortecer o custo de água não faturada, “em grande medida, graças ao investimento de 1,5 milhões de euros numa tecnologia inovadora que permite a medição e comunicação de informações – a telemetria”.

“A água não faturada inclui não só as perdas reais, através de fissuras, roturas e extravasamentos de água, como inclui também as perdas aparentes, devidas a imprecisões nas medições e a furto ou uso ilícito e ainda as perdas correspondentes a consumos autorizados, mas não faturados que correspondem a água para lavagem de ruas, rega de espaços verdes públicos, alimentação de fontes e fontanários, lavagem de condutas e coletores de saneamento e ainda combate a incêndios”, explica a empresa.

A telemetria “permite o conhecimento em tempo real do escoamento ao nível dos caudais de entrada e saída nas zonas de abastecimento e das pressões em dispersos pontos de monitorização distribuídos pela rede”, sublinha a empresa intermunicipal.

A ABMG salienta que, além de reforçar uma lógica de responsabilidade ambiental, penalizando os consumos mais excessivos, o tarifário para o próximo ano aproxima a estrutura tarifária das recomendações da ERSAR.

A ABMG – Águas do Baixo Mondego e Gândara é uma empresa intermunicipal criada pelos municípios de Mira, de Montemor-o-Velho e de Soure com o objetivo de assegurar o abastecimento de água e o saneamento de águas residuais para um universo de cerca de 30 mil clientes e 53 mil habitantes.

O serviço de recolha e tratamento de resíduos continua a ser da responsabilidade de cada um dos municípios agregados.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.