Opinião: Claro que não!

Posted by

Concorda com o aumento das taxas das esplanadas fechadas?

Quando, há poucos dias, foi noticiada a intenção, por parte do executivo da Câmara Municipal da Figueira da Foz, em aumentar as taxas das esplanadas fechadas, fiquei perplexa e bastante indignada com tal informação. Como é possível, com os tempos de crise que atravessamos e por consequência disto, o futuro incerto e condenado de muitas empresas, principalmente as mais pequenas, conseguir-se ter a ideia de taxar ainda mais?

Relembro que, no início de junho, ou seja, no começo da época balnear, a Figueira da Foz era o município, no distrito de Coimbra, com a “evolução mais grave e preocupante” face ao desemprego.

Aliás, o estudo do i9 Social que conclui tal facto referiu que estes resultados não eram apenas derivados dos efeitos colaterais da pandemia da Covid-19, e que apesar de serem alarmantes não eram surpreendentes já que o nosso concelho “já apresentava, cronicamente, um excesso de desemprego”.

Passou o verão e, aparentemente, a situação para trabalhadores e empresas, principalmente aquelas ligadas ao turismo, melhorou um pouco. Mas o pouco que se “respirou” não foi o suficiente.

Com o outono veio a temida segunda vaga da pandemia e a Figueira viu os casos da Covid-19 a aumentar e como consequência vieram as restrições que todos sabemos, prejudicando e muito, os pequenos comerciantes locais e todos os negócios ligados à restauração. Infelizmente não será difícil perceber que tudo piorou fazendo a comparação dos dados que surgiram no começo do verão.

Perante todo este cenário, uma das medidas que se lembram é aumentar os valores a cobrar às esplanadas fechadas? Muito errado! Querem ajudar a “afundar” ainda mais as pequenas empresas que tentam sobreviver na nossa cidade, é isso? Na última Assembleia Municipal, o Sr. Presidente da Câmara referiu que o objetivo desta medida é existir uma diferenciação entre estruturas. Mas se a intenção é essa, não seria mais sensato baixar as taxas das esplanadas abertas e manter o valor das restantes?

A Figueira para ter vivacidade precisa de ajudar quem aposta na nossa terra, precisa de mais empresas e de mais emprego, não precisa de aumento de taxas!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.