Figueira da Foz: “Este é um orçamento realista”, afirma Carlos Monteiro

Posted by

FOTO PEDRO AGOSTINHO CRUZ

O Orçamento do Município (OM) da Figueira da Foz, de 75,4 milhões de euros, mais 7,5 milhões do que o atual exercício, é votado, hoje, na reunião de câmara. O presidente da autarquia, Carlos Monteiro, em declarações ao DIÁRIO AS BEIRAS, realça as linhas principais do documento, defendendo que “este é um orçamento realista”.
Além de realista, acrescentou o edil, “este OM tem um grande volume de investimento, na ordem dos 30 milhões, cerca de 40 por cento superior ao deste ano”. Por outro lado, realçou o “aumento muito grande nas funções sociais, na ordem dos três milhões de euros”. E, frisou ainda, “mais uma vez, está a haver um investimento enorme na educação, passando de sete para 11 milhões de euros”.
Para o setor da saúde, destacou Carlos Monteiro, “também há um valor significativo”. No OM estão ainda incluídos 1,6 milhões para a expansão da Zona Industrial da Figueira da Foz, obra que arrancará em 2021 e se prolongará por três anos, onde serão investidos 8,1 milhões de euros. A cultura, o recreio e o desporto, por seu turno, passam a dispor de 3,8 milhões, mais dois milhões de euros. A habitação e os serviços coletivos absorvem 10 milhões.

Notícia completa nas edições impressa e digital do DIÁRIO AS BEIRAS

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.