Lousã aprova orçamento de 17,5 ME para 2021

Posted by

DR

A Câmara da Lousã aprovou o orçamento para 2021, no valor de 17,5 milhões de euros, que prevê “um elevado volume de investimento”, sem aumento de impostos, anunciou o município presidido por Luís Antunes.

Na nota introdutória aos documentos do orçamento e das Grandes Opções do Plano, aprovados pela maioria socialista na sexta-feira, o presidente da autarquia, Luís Antunes, refere que a sua elaboração “foi um exercício ainda mais desafiante, nomeadamente devido à crise sanitária gerada pelo novo coronavírus”.

Citado numa nota de imprensa, Luís Antunes afirma que a situação “tem levado, e continuará a levar, a câmara municipal a implementar diversas medidas de prevenção e combate ao contágio e também de mitigação dos danos sociais e económicos causados pela pandemia”.

Segundo o autarca, “esta opção origina aumento real da despesa e diminuição efetiva da receita”, mas o executivo “optou por não realizar qualquer aumento dos impostos municipais, mantendo os valores definidos para 2020”, lê-se na nota de imprensa.

No orçamento para 2021, o município destaca o peso das Funções Sociais (64,79% ou 6,5 milhões de euros), assim como a concretização do Plano Estratégico de Investimentos, para “o reforço da qualidade de vida, atratividade e competitividade do concelho”, com 5,7 milhões de euros. De acordo com a nota, no próximo ano, a câmara prevê concluir a regeneração urbana e a renovação do Cine Teatro, na sede do concelho, entre outros investimentos.

Entre os novos projetos estão o Centro Municipal de Proteção Civil, a aquisição de novos veículos para os Bombeiros da Lousã e Serpins ou a entrada em funcionamento da Unidade Móvel de Saúde.

A requalificação da escola secundária da Lousã e a remodelação do jardim de infância do Freixo, o projeto de valorização da biomassa florestal e duas intervenções no âmbito da mobilidade urbana sustentável com a criação de uma rede urbana de ciclovias são outros dos projetos elencados na nota de imprensa.

No conjunto de novos projetos contam-se, igualmente, a implementação da estratégia local de habitação, o Prémio Literário Carlos Carranca, o programa de apoio à natalidade ou a atribuição de bolsas de apoio ao ensino superior.

À Lusa, o presidente da câmara explicou que o valor do orçamento para o de 2021 “está em linha com o deste ano, apresentando uma diferença mínima”.

Luís Antunes adiantou que todos os projetos, estando presentes nos documentos, “são importantes, nas suas especificidades”, com o objetivo de “reforçar a qualidade de vida e a atratividade do concelho”.

O autarca, eleito presidente de câmara em 2013 e reeleito em 2017, considerou que o principal desafio para o próximo ano “é conjugar a concretização da dimensão estratégica da ação municipal com as ações que serão necessárias desenvolver para controlar a pandemia e os danos, diretos e indiretos, nomeadamente na área social e económica”.

Lousã integra o grupo dos 86 concelhos em risco elevado de contágio de covid-19.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.