Lojas e restaurantes fecham às 13H00 ao fim de semana e feriados em 127 concelhos

Posted by

Foto Pedro Ramos

O comércio e a restauração vão continuar a fechar às 13H00 nos próximos dois fins de semana e feriados de 01 e 08 de dezembro e vão encerrar às 15H00 nas “pontes”, nos 127 concelhos de risco mais elevado.

Segundo o primeiro-ministro, António Costa – que falava aos jornalistas para anunciar novas medidas para combater o aumento de número de infeções por covid-19, decididas no Conselho de Ministros de sexta-feira – nos 127 concelhos que estão nos dois níveis mais altos de risco de contágio (extremamente e muito elevado), mantêm-se as regras ao fim de semana de encerramento às 13H00 para os restaurantes e estabelecimentos comerciais.

Acresce o encerramento às 15:00 nas segundas-feiras que antecedem os dois feriados de dezembro (30 de novembro e 07 de dezembro).

O Governo deu tolerância de ponto aos funcionários públicos e determinou o encerramento das escolas nas segundas-feiras em causa, no entanto, não pode determinar o encerramento da atividade privada, o que justifica o encerramento dos estabelecimentos às 15H00 e não às 13H00.

“Muita gente terá de trabalhar [nas segundas-feiras] e, tendo de trabalhar, porventura terá de ir à restauração”, apontou António Costa.

Nestes 127 concelhos, e nos de risco elevado – mais 86 – mantêm-se os horários de encerramento nos restantes dias, às 22H00 dos estabelecimentos comerciais e às 22H30 dos restaurantes e equipamentos culturais.

Quanto à restauração, o primeiro-ministro destacou a importância do setor para “sustentar as economias regionais”, “animar o comércio regional” e “fundamental para o futuro do turismo”.

Por isso, e apesar de sublinhar que o Governo quer “trabalhar com todos os profissionais da restauração” no sentido de apoiar o setor, admitiu não ter a menor dúvida de que não é possível evitar que o setor sofra “em alguma medida”.

O Governo acrescentou hoje mais dois níveis de risco elevado aos concelhos abrangidos pelas medidas especiais de combate à covid-19, mantendo 47 municípios em risco “extremamente elevado”, o mais alto na escala.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.